Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Como o Hotel Urbano se tornou a marca brasileira mais engajada no Facebook

Publicado

em

Estudo da Socialbakers, empresa especializada na análise das redes sociais, revela que agência online de viagens líder nacional é marca brasileira mais engajada no Facebook

Com milhões de interações orgânicas mensais, Hotel Urbano aposta no relacionamento com seus viajantes e inova com transmissões ao vivo de diversos lugares do mundo

Hotel Urbano (www.hotelurbano.com) é referência quando o assunto é redes sociais. Não por acaso, a agência online de viagens possui a maior página em todo o mundo de uma marca no setor de viagens dentro do Facebook com mais de 12 milhões de seguidores, bem como já conquistou diversos reconhecimentos na área. Nos últimos meses, no entanto, a startup realizou um feito talvez ainda mais impressionante ao se consolidarcomo a marca brasileira mais engajada no Facebook, de acordo com estudo da Socialbakers, empresa internacional especializada na análise das redes sociais. E mais: mensalmente, o Hotel Urbano alcança mais de 100 milhões de pessoas de forma orgânica dentro do Facebook, a maior rede social do mundo, com 2 bilhões de usuários.

Líder nacional no mercado online de hospedagem, o Hotel Urbano vive seu melhor momento. Apesar do cenário macroeconômico desafiador, a startup superou o faturamento de 2016 em menos de oito meses, registrou lucro no ano – feito raro entre as empresas pontocom nacionais – e ganhou Prêmios de Melhor Empresa Para Se Trabalhar (GPTW) e Melhor Atendimento ao Consumidor (ReclameAqui). Em 2014, por exemplo, o Hotel Urbano foi reconhecido pelo prêmio Skifties como a “Melhor empresa jovem de turismo em Mídias Sociais”. O evento premiou as empresas de turismo pela excelência no uso das redes sociais, a relevância do conteúdo publicado, como o mesmo engaja a comunidade e de que forma a presença das marcas nas redes inspira e converte seguidores a clientes.

“Nosso alcance orgânico é alto porque o algoritmo do Facebook vai sempre considerar o engajamento das pessoas com a página. Esse alcance se traduz em um melhor resultado nos canais de performance, mas sobretudo em um aumento do tráfego direto a longo prazo”, afirma João Ricardo. Confira algumas das táticas que ajudaram a transformar o Hotel Urbano na marca brasileira mais engajada no Facebook com milhões de interações orgânicas mensais de acordo com o estudo da Socialbakers, empresa especializada na análise das redes sociais.

1) Inspirar e encantar os viajantes
“Ao contrário de outras companhias que são muito robotizadas e procuram “empurrar” vendas e produtos pelo Facebook nossa estratégia é encantar e inspirar pessoas com um conteúdo bacana e humano”, afirma João Ricardo Mendes, fundador e CEO do Hotel Urbano. “É como se conversássemos com metade da internet brasileira todos os meses, essa “conversa” tem como consequência um estreitamento no relacionamento. E é assim que vemos o Facebook, como um canal que podemos encantar e estreitar o relacionamento com atuais e potenciais viajantes”, afirma João Ricardo.

2) Transmissões ao vivo ao redor do mundo
Dentro dessa proposta, a empresa tem inovado com diversas transmissões ao vivo dentro da rede social. Hotel Urbano transmitiu ao vivo diversas festas do Réveillon 2018 ao redor do mundo, como Honolulu, no Havaí, Rio de Janeiro, no Brasil, e Lisboa, em Portugal. Em outro exemplo, transmitiu também ao vivo trechos dos shows do Viva Mais Música, projeto da Som Livre em parceria com o Hotel Urbano, que leva alguns dos principais nomes da música nacional como Victor & Leo, Alexandre Pires, Sorriso Maroto, César Menotti & Fabiano, Wanessa Camargo e Tiago Iorc para apresentações nos principais resorts e hotéis de todo o País.

3) Cada comentário conta
Dentro do Hotel Urbano as redes sociais são vistas como uma oportunidade de comunicação com o cliente. Elas se diferem de um canal de mídia tradicional, pois o consumidor também tem voz. E a página do Hotel Urbano no Facebook é aberta para que qualquer usuário possa fazer comentários. E a startup dispõem de uma equipe que interage com os seguidores, respondendo os comentários, passando para outras áreas alguma sugestão e, no caso de uma eventual reclamação, o objetivo é garantir que o Viajante HU fique 100% satisfeito. O comércio propriamente, ou seja, a venda dos produtos e pacotes é uma consequência natural desse relacionamento.

4) Humano até nos mínimos detalhes
As redes sociais foram feitas para pessoas se relacionarem. Tento isso em mente, o Hotel Urbano acredita que o mais importante é criar um vinculo afetivo com seus seguidores, ser humano até nos mínimos detalhes. Por isso é importante não enfeitar demais cada post e imagem compartilhada na rede social, de forma a priorizar a relação humana e, por vezes, até fugir de uma pegada muito institucional. Manter contato e não deixar a conversa morrer é muito importante no dia a dia da vida online de uma marca. Além disso, um bom relacionamento gera frutos: a fidelização de clientes antigos e a captação de novos.

Continue lendo
Clique para comentar

Notice: Undefined variable: user_ID in /home/u643633366/domains/staging.com.br/public_html/livemarketing/wp-content/themes/zox-news/comments.php on line 49

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Digital

Agência3 assina projeto digital sobre sustentabilidade para DOW

Publicado

em

Diálogos Mais Sustentáveis é uma plataforma de conteúdo criada pela Agência3 para DOW, empresa líder em ciência dos materiais, com o objetivo de discutir os desafios mais críticos que envolvem a sustentabilidade na América Latina e propor ações de impacto positivo. A ideia é que seja um espaço de compartilhamento de informações e de parceria com a sociedade para a construção de um mundo mais sustentável. A Dow oferece produtos e soluções de base científica para mercados importantes como embalagens, infraestrutura e cuidados do consumidor.

A agência fornecerá conteúdo digital para reforçar a comunicação com vários públicos e dar visibilidade ao projeto, reforçando o compromisso da marca com a sustentabilidade. Entre as metas da empresa estão a redução das emissões anuais de carbono até alcançar a neutralidade em 2050, investir em tecnologia para reciclagem de plásticos e até 2035 oferecer 100% de produtos reutilizáveis ou recicláveis nas aplicações de embalagens.

“A intenção é, por meio do nosso hub de conteúdo, abrir um espaço de conversa que amplie o conhecimento para reforçar as mudanças em nome da sustentabilidade”, diz Willian Rocha, Diretor de Conexões da Agência3.

Continue lendo

Digital

Estácio é o novo cliente da Raccoon

Publicado

em

A agência de marketing digital Raccoon assume a conta da Estácio, um dos maiores players de educação superior no Brasil, com uma enorme presença nacional. Entre outras ações, o escopo de trabalho da agência envolve gestão, performance (mídias pagas, web analytics e design) e criação de conteúdo digital (conteúdo, CRM, CRO, SEO e Front End). A parceria entre as empresas teve início em dezembro de 2020.

De acordo com André Palis, sócio-fundador da Raccoon, a conta da Estácio era um desejo antigo da empresa e um enorme desafio para a equipe. “Trata-se de um projeto bastante profundo. O segmento educacional é muito concorrido, os players do setor têm uma presença forte e intensa no ambiente online, de modo que o nível de trabalho tem que ser bem elevado”, afirma.

Continue lendo

Digital

Com estratégia Reamp e soluções para aplicativo do Google e Facebook, Movida transforma app em um dos principais geradores de negócios

Publicado

em

O uso de aplicativos para serviços automotivos apresenta grande crescimento no Brasil: segundo o eMarketer, até 2019, a popularidade desse serviço entre os donos de smartphones cresceu a uma taxa de 15% por ano, desde 2017. Foi percebendo essa oportunidade que a Reamp, adquirida pelo digital partner global Jellyfish em 2020, e a Movida Aluguel de Carros, locadora de veículos que oferece soluções inovadoras em mobilidade urbana para todo tipo de necessidade, criaram um projeto de otimização de aplicativo com tecnologia Google que transformou a performance nesse canal. O projeto contou, ainda, com o estudo direcionado sobre Aumento de Conversão do Facebook, com otimização da campanha também pela rede social.

O projeto, que ganhou ainda mais visibilidade com mudanças necessárias provocadas pela pandemia de COVID-19, começou com uma análise simples: a observação de que o site concentrava todas as conversões online, enquanto o app, que oferece praticidade e rápido acesso, gerava somente visitas, não conversões. “Era uma questão de centralizar a ciência de dados em mensuração e direcionamento de campanha. Com o aplicativo otimizado para compra, restava entender como engajar o usuário e apresentar para ele a oferta oportunamente”, contou Charles Sperandio, CMO da Movida.

A solução da Reamp foi simples: centralizar a mensuração no Analytics Firebase, do Google, e enviar, por lá, notificações via push de acordo com variantes como clima, audiência mais responsiva e geografia. “A ferramenta do Firebase, nesse contexto, acaba sendo essencial para a estratégia de crescimento, centralizando as informações sobre o app em um só lugar e permitindo uma mensuração mais precisa de desempenho, possibilitando ajustar estratégias em tempo real”, comenta Gustavo Galli, Gerente de Parcerias do Google.

A aferição do valor da otimização de social, feita em parceria com o Facebook, calculou o incremento das vendas – um método conhecido como Conversion Lift. Foi possível observar que, dentro das campanhas de social, a pesquisa foi fundamental e revelou tanto a importância da campanha na rede social (responsável pelo aumento do ROAS – Retorno Sobre o Investimento Publicitário – em mais de cinco vezes), quanto da sedimentação da mensagem pelo multicanal – contribuindo, também para as compras feitas dentro do aplicativo. Em resumo, a nova estratégia da Movida no Facebook, com uma estrutura de conta mais simples e ferramentas disponíveis no próprio aplicativo, aumentou o número de pessoas interessadas em seus serviços.

Para a empresa digital, o sucesso veio de uma convergência de fatores. “Foi importante a nossa percepção do aplicativo, mas também a estratégia de centralização, organização e ativação dos dados de usuário. No fim, o que conseguimos foi contextualizar o aplicativo dentro da jornada de compra e torná-lo relevante para o usuário no contexto dele, coordenando as táticas de App+Site. Quanto à estratégia de push, só no primeiro mês de disparos, o número de reservas aumentou 17% e o número de aberturas do app cresceu 48%. É uma média de aumento de 69% em aberturas do aplicativo e 20% em reservas a cada disparo. Pensando na estratégia geral, em apenas quatro meses, a participação de investimento nas campanhas de app aumentou de 5% para 44%, enquanto as reservas passaram de 9% para 59%.”, conclui Adones Duarte, da Reamp.

Continue lendo

Tendências

Copyright © 2021 Revista Live Marketing. Todos os Direitos Reservados.