Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Santos FC e WWF Brasil alertam sobre poluição nos oceanos

Publicado

em

Ação inédita criada pela F.biz e Outfield traz a mascote do Santos FC como protagonista da campanha

O plástico está na comida que comemos, na bebida que bebemos e no ar que respiramos. Ele representa hoje cerca de 80% de todo o lixo presente no mar e, se nada for feito, até 2050 teremos mais plásticos nos oceanos do que peixes. Este cenário levou o time do Santos FC a unir forças com o WWF Brasil e durante partida contra o Fortaleza, no domingo (25), o mascote Baleinha entrou em campo presa a um gigante pedaço de plástico. Ao mesmo tempo, os jogadores entraram em campo com uma faixa explicando a ação, que também contou com o logo da campanha estampado nas camisas.

“Encontramos no Santos, que tem como mascote um animal ameaçado pela poluição dos oceanos o parceiro ideal para ampliar a luta pelo meio ambiente. Para colocar os holofotes sobre a causa, comandada pela WWF, juntamos um assunto tão sério à paixão do brasileiro pelo futebol”, conta Adriano Alarcon, CCO (Chief Creative Officer) da F.biz.

O Santos recorreu a um de seus mais populares ícones para fazer este alerta, pois a poluição plástica atingiu níveis alarmantes e 80% do plástico que polui o mar tem origem nas cidades, chegando nos mares por meio dos rios. O sol, a oxidação e o impacto das ondas vai gradualmente fragmentando os objetos, transformando-os em micro plástico (pedaços de plásticos com menos de 5mm), que são ingerido por organismos marinhos, ingressando até mesmo na nossa cadeia alimentar. Além disso, os animais absorvem substâncias químicas perigosas, como no caso de plásticos que contém diversos tipos de bisfenol.

“O Santos FC abraçou esta causa, mas ela não é exclusiva da comunidade santista: estamos falando de um problema global que afeta todas famílias. Por isso, todas as torcidas estão convidadas a se unirem nessa luta por um planeta mais limpo e uma alimentação mais saudável”, destaca José Carlos Peres, Presidente do Santos Futebol Clube. O time optou por uma parceria com o WWF Brasil porque a instituição está liderando uma campanha internacional para eliminar o plástico na natureza, que inclui uma petição a ser apresentada no Fórum Mundial das Nações Unidas aos principais líderes globais. A petição pode ser assinada online no site semplastico.wwf.org.br.

“O Brasil é o quarto país do mundo que mais gera lixo plástico, segundo dados do Banco Mundial”, informa Gabriela Yamaguchi, diretora de Engajamento do WWF Brasil. “Do total de resíduo plástico produzido anualmente no Brasil, apenas 1,28% é efetivamente reciclado. Para alcançar uma solução que ultrapasse as fronteiras, precisamos unir pessoas, empresas e governos em torno de políticas globais e soluções sistemáticas.”. Outra mudança apontada por Yamaguchi é a eliminação do plástico de uso único e que levam milhares de anos para se decompor, como os copos e canudos descartáveis ou sacolinhas de supermercado.

A ação foi criada pela F.biz em parceria com a Outfield e conta também com vídeos de jogadores e ex-jogadores dos Santos FC falando sobre a poluição nos oceanos.

Os números alarmantes do plástico nos oceanos

  • 95% do plástico é desperdiçado após a primeira utilização por descarte inadequado;
  • 75% de todo o plástico produzido no mundo já virou lixo;
  • em 2016, ano mais recente do qual há dados disponíveis, a produção alcançou a marca de 396 milhões de toneladas métricas. Esse valor equivale a 53 quilos de plástico para cada pessoa no planeta;
  • desde 2000, a indústria dos plásticos já produziu a mesma quantidade de plástico que em todos os anos anteriores somados;
  • desde 1950, a produção de plástico virgem aumentou 200 vezes e, desde 2000, cresce a um índice de 4% ao ano;
  • a produção de plástico em 2016 resultou em aproximadamente 2 bilhões de toneladas métricas de emissões de dióxido de carbono, o que equivale a quase 6% das emissões mundiais de dióxido de carbono por ano;
  • se toda a capacidade estimada para produção de plástico for construída, a produção atual poderá aumentar em 40% até 2030;
  • cerca de oito milhões de toneladas de plásticos entram no oceano anualmente;
  • atualmente, 90% das aves marinhas possuem fragmentos de plásticos no estômago;
  • até 2050, teremos mais plásticos que peixes nos oceanos;
  • a poluição marinha é um problema transfronteiriço que todos os países compartilham;
  • objetos plásticos viajam nas correntes oceânicas, colocando em risco ecossistemas e vida selvagem. Nenhum estado ou grupo de estados pode resolver isso sozinho;
  • sem mudanças sistemáticas urgentes na forma como o plástico é produzido, consumidos e eliminados, a poluição do plástico deverá dobrar até 2030.

Dicas para viver com menos plástico

  • Não jogue lixo na rua;
  • leve sua própria sacola ao mercado;
  • use garrafas de água reutilizáveis;
  • leve seu próprio copo ao trabalho;
  • diga não a canudinhos e talheres de plástico;
  • prefira materiais reciclados;
  • armazene alimentos em potes de vidro.
Continue lendo
Clique para comentar

Notice: Undefined variable: user_ID in /home/u643633366/domains/staging.com.br/public_html/livemarketing/wp-content/themes/zox-news/comments.php on line 49

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Universo Live

Audi promove quebra do recorde mundial de salto com o menor paraquedas por Luigi Cani

Publicado

em

O paraquedista Luigi Cani bateu o recorde mundial de salto com o menor paraquedas. Depois de um intenso período de preparação e testes, o atleta saltou a 6 mil pés de altura e aterrissou em segurança no Campo Olímpico de Golfe, na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro. A ação que levou à quebra do recorde mundial foi promovida pela Audi do Brasil.

“Foi um processo bem exaustivo, de muito estresse, concentração absoluta e trabalho em equipe. Tinha que acordar todo dia às 4h e decolar junto com o Sol. E a preparação mental é muito difícil, pois é preciso estar em um equilíbrio entre a sensação de medo e de estar confiante, sem desmerecer a gravidade do que estava fazendo. Mas todo esse desconforto depois vira a melhor sensação do mundo quando você consegue superar”, afirma o paraquedista recordista mundial Luigi Cani.

O paraquedas utilizado por Cani possui 3,15m², suficiente para quebrar o recorde anterior do venezuelano Ernesto Gainza registrado em 2013 em Dubai, nos Emirados Árabes, quando saltou com um equipamento de 3,25m² – à título de comparação, um paraquedas tradicional possui normalmente de 20m² a 26m². O atleta decolou do Campo Olímpico de Golfe em um helicóptero e saltou em uma altura de 6 mil pés. A velocidade máxima atingida foi de 217 km/h e o tempo de salto foi de aproximadamente 2 minutos.

Para bater o recorde o atleta passou por uma rotina intensa de preparação. Primeiro, realizou um teste genético para definir uma rotina de alimentação com o objetivo de perder 5kg e ficar com peso entre 62kg e 63kg. Com a pesagem dentro da faixa ideal, iniciou a rotina de acordar todos os dias às 4h da manhã para treinar os saltos – segundo ele, neste horário é possível encontrar as melhores condições climáticas para a realização do salto.

Foram 27 dias de preparação final em que Luigi Cani foi saltando com protótipos cada vez menores até chegar ao menor paraquedas do mundo. Ao longo dos testes, ele aumentou cada vez mais o controle do paraquedas até obter a precisão necessária para pousar com a velocidade segura.

Para Johannes Roscheck, CEO e Presidente da Audi do Brasil, “ousadia e inovação fazem parte do DNA da marca e encontramos estas mesmas características de maneira muito forte nas iniciativas do Luigi Cani, por isso apoiamos as ações dele há quase dez anos. Esta era uma ação bastante arrojada, mas quando ele mostrou o planejamento e os cuidados em todos os detalhes, ficamos convencidos de que estava fazendo tudo com a máxima segurança. Nas próximas semanas teremos materiais inéditos nas redes sociais da Audi para contar um pouco mais dos bastidores do salto com um olhar exclusivo”.

Continue lendo

Universo Live

Masterclass Gratuita sobre Tendências do Live Marketing marca lançamento do AMPRO Saber

Publicado

em

Tendências relacionadas às disciplinas de Promo e Ativação, Eventos, Incentivo e Trade Marketing serão abordadas na Masterclass que inaugura o AMPRO Saber, plataforma de cursos de qualificação na área de Live Marketing, criada pela AMPRO – Associação de Marketing Promocional. Marcado para o próximo dia 2 de março, o encontro online já tem mais de 300 profissionais inscritos e participações confirmadas de Alexandre Mutran, head de Marketing da Aon; Paulo Focaccia, sócio fundador do FAS Advogados; e Regis Duarte, managing diretor da Creata e professor de MBA.

“A plataforma AMPRO Saber foi criada para atender à demanda crescente por maior qualificação de profissionais para o Live Marketing. O interesse está demonstrado pelo sucesso do primeiro curso completo de Live Marketing, realizado em 2020, sob curadoria do Comitê de Conhecimento e Academia da AMPRO, e pelas inscrições já efetuadas até o momento para a masterclass”, diz o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

Já estão confirmados mais de 20 cursos de diversas disciplinas para o AMPRO Saber, ministrados por profissionais de destaque do mercado, com valores de inscrição bastante acessíveis.

As vagas para a Masterclass gratuita são limitadas. As inscrições devem ser feitas pelo link: http://bit.ly/2ZsGlxL.

A Associação de Marketing Promocional é a única que desenvolve nacionalmente a teoria e a prática do setor de Live Marketing de forma ampla. Com sede em São Paulo, completa 28 anos em 2021 e possui cerca de 300 empresas associadas, com representação abrangente em todo o território nacional. www.ampro.com.br

SERVIÇO – MASTERCLASS TENDÊNCIAS DO LIVE MARKETING

Data: 02/03/21

Horário: 19h

Inscriçõeshttp://bit.ly/2ZsGlxL

Evento online gratuito. Vagas limitadas.

Continue lendo

Universo Live

Intervenção urbana levará ‘mãos gigantes’ a dez pontos do Rio de Janeiro

Publicado

em

Dez pontos da cidade do Rio receberam, a partir desta sexta-feira (19/2), as esculturas da campanha Rio de Mãos Dadas, conjunto de iniciativas do Sistema Fecomércio RJ (Sesc RJ e Senac RJ) que visam a envolver as pessoas em um clima de positividade em 2021 para superar o difícil ano que passou.

Confeccionadas com fibra de vidro, as obras têm mais de 2 metros de altura e o formato de duas mãos, trabalhadas por dez artistas locais. Inicialmente, as “mãos” ficarão afastadas, simbolizando as privações impostas pela pandemia do Covid-19. No dia 26 de fevereiro elas serão unidas, representando a esperança da retomada de contatos, planos e afetos em 2021.

A intervenção urbana poderá ser vista até 7 de março em Copacabana, Largo da Carioca, Mercadão de Madureira, Barra da Tijuca, Aterro do Flamengo, Lagoa Rodrigo de Freitas, Central do Brasil, Calçadão de Campo Grande, Tijuca e Arpoador. As obras são assinadas por Agrade Camíz, Bruno Awful, Cláudia Lyrio, Igor Nunes, Loo Stavale, Márcia Falcão, Maria Amélia Diegues, Mario Band´s, Robnei Bonifácio e Yhuri Cruz.

Continue lendo

Tendências

Copyright © 2021 Revista Live Marketing. Todos os Direitos Reservados.